quinta-feira, 6 de agosto de 2009

A pele da puta (Epiderme)

A pele da puta sua
A pele da puta tem seu perfume
E o perfume de outros homens
A pele da puta tem seu suor
E o suor de outros homens
Pouco a pouco seu perfume vai embora com os outros
Mas seu suor não.

A pele da puta arroga ser a melhor pele da rua
A pele da puta arrega só ser paga depois de nua
A pele da puta arreganha outras peles contra a sua

A pele da puta preta
A pele da puta branca
A pele da puta feia
Da puta magra sem anca

A pele da puta manca, fraca
Da puta estuprada e cortada
Na ponta de faca
A pele da puta sua

Sua puta sua

A pele a puta freme ao primeiro
Ao segundo, ao terceiro...
A pele da puta brilha
Sem brilho não goza
O gozo do seu parceiro

Filho da puta

Filho da puta apela
A pele da puta o seio
A pele da puta apela
O seu filho o receio

A pele da puta sua
Vida perpetua
Da vida, crua e nua
Perpetua sua puta perpetua

Perpétua sua puta perpétua

A pele da puta fede
Da vida
A pele da puta fede
A esperança
A pele da puta fede

E a pele da puta fede tão forte
Que cada um com quem a puta mete
Fede à puta até a morte

Um comentário: